terça-feira, 11 de julho de 2017

Feijoada light sem colesterol






Um dos meus pratos preferidos é feijoada, que além de super delícia, também é barato e fácil de fazer.

O que pode complicar um pouco são os acompanhamentos: couve, banana milanesa, mandioca, farofa, arroz, laranja descascada... Tudo é muito simples de fazer, mas muitos ingredientes podem afastar algumas pessoas que preferem algo mais tranquilo de preparar.


Feijoada vegana

  • 1 copo de feijão preto ou azuki
  • 1/4 de côco seco em pedaços ou lascas grossas, sem a pelinha marrom
  • temperos: alho moído, sal, pimenta-do-reino, cominho, louro, pimenta calabresa em flocos
  • 3 ou 4 canelas em pau
  • pertences ou 'carnes' vegetais: linguiça calabresa, proteína de soja graúda, glúten em tirinhas, tofu defumado, etc


Não esqueça de refogar o côco - a fruta!


Gosto de fritar o côco seco na panela de pressão até dourar bem, com óleo vegetal de milho, girassol ou azeite de dendê. Pode-se fritar o alho moído nessa hora também, pelo menos 1 cabeça ou mais.

Carne vegetal Lennon's
Se o feijão for deixado de molho na noite anterior, precisará de 10 ou 15 minutos de cozimento na panela de pressão (contados depois de apitar, quando pode-se diminuir o fogo); se não tiver deixado na água por algumas horas previamente, conte 45 minutos depois de começar a apitar.

A quantidade de água depende do tempo de cozimento, claro, variando de 2 a 4 centímetros aproximadamente acima dos feijões.

Após o tempo de cozimento, espere sair o ar da panela de pressão até parar o barulho, ou então faça como eu, levando diretamente para debaixo da torneira por alguns segundos. A tampa abrirá facilmente.

Agora é necessário apurar o caldo, deixando cozinhar por mais ou menos 15 minutos até engrossar. Mexa de vez em quando, não deixe ressecar. Costumo colocar 1/3 de xícara de azeite de dendê na panela de barro e fritar o alho até dourar bem, despejando então o conteúdo da panela de pressão e adicionando as carnes vegetais.


Carnes vegetais

  • linguiça calabresa: recomendo comprar pronta em lojas de produtos naturais ou mesmo em restaurantes veganos.
  • proteína de soja graúda: basta comprar pronta em supermercados.
  • glúten: é preciso comprar o glútem em pó e cozinhar antes de usar - receita facinha aqui.
  • tofu defumado: compre pronto em lojas de produtos naturais ou orientais.

Os pertences para a feijoada vegana são opcionais que dão a cara e o gosto do prato baiano. Costumo utilizar linguiça e proteína de soja graúda. Glúten também acho ótimo, mas é preciso preparar antes. Tofu defumado nem sempre utilizo. Qualquer outra carne vegetal que você conseguir encontrar serve também!


Acompanhamentos (fotos by Nancy Figueiredo)

Couve refogada

  • 1 maço ou metade de couve manteiga fatiado bem fininho
  • 2 dentes de alho grandes moídos
  • meia cebola picadinha
  • sal a gosto

Refogue em 2 colheres de óleo vegetal rapidamente. Transfira para uma tigela ou travessa para servir.


Farofa de mandioca ou milho

  • 2 copos de farofa de mandioca ou de milho
  • 1 cebola picadinha 
  • 4 dentes de alho moídos 
  • opcional: 1 pimentão verde picadinho
  • sal, pimenta-do-reino e pimenta calabresa em flocos (desidratada) a gosto

Em fogo baixo, refogue tudo em 4 colheres ou mais de azeite de dendê até dourar bem, cuidado para não queimar. Assim que a farofa começar a dourar, transfira o conteúdo para uma cumbuca, não deixe na frigideira para não queimar.


Banana à milanesa

  • 3 ou 4 bananas nanicas maduras cortadas em 2 ou 3 pedaços
  • 2 colheres de farinha de trigo ou amido de milho
  • farinha de mandioca ou de rosca para empanar

Faça um creme com farinha de trigo e água e bata com garfo até ficar homogêneo. Em outro prato, despeje farinha de mandioca ou de rosca. Passe as bananas primeiro no creme, em seguida na farinha de mandioca ou de rosca, então frite em óleo quente até dourar, vire do outro lado também.



Mandioca frita

  • mandioca comprada em feira-livre ou supermercados
  • sal a gosto

A mandioca deve ser cozida assim que chegar em casa. Não guarde em geladeira sem cozinhar antes, embolora facilmente. A mandioca que não for utilizada pode ser conservada em pote fechado com água e sal na geladeira por até 3 dias.

Pimenta malaguetinha da Bahia
Leve na pressão com casca e tudo e cozinhe por 15 ou 20 minutos, abra a tampa debaixo da torneira e verifique se está macia. A casca marrom facilmente se desprenderá quando estiver no ponto.

Corte em pedaços do tamanho desejado e frite em óleo quente até dourar bem dos 2 lados.


Molho apimentado

  • 1 xícara do caldo do feijão já temperado
  • pimenta malagueta ou malaguetinha moída ou em rodelas pequenas a gosto


Numa cumbuquinha pequena, junte a pimenta (quantidade a gosto) com o caldo do feijão. É para ficar apimentado. Vai ser deliciado por aquelas pessoas que gostam de fogo na boca.

Pronto! Agora sua feijoada está pronta. Sirva também com arroz branco, parboilizado ou integral. Não esqueça do suco de laranja natural ou pelo menos descasque uma laranja para cada pessoa.

Ah! Preparar a feijoada para ser consumida às 4ªs feiras e/ou sábados.
Bom apetite!





Nenhum comentário:

Postar um comentário