segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Dia Mundial Vegano

Dia Mundial Vegano na Avenida Paulista, São Paulo


Marcha pelos Animais

São Paulo teve o Dia Mundial Vegano comemorado com uma marcha na Avenida Paulista, organizada pelas ativistas Magali Navarro e Annita Revi, com ajuda do Facebook.

Centenas de pessoas estiveram presentes com cartazes, fantasiadas de animais, segurando faixas, tudo para marcar o Dia Mundial Vegano.

A mídia esteve presente pela presença de uma repórter da CBN Notícias, e divulgação do site Catraca Livre.

Estivemos presentes com um stand distribuindo pequenos cartazes de PAZ e DIA MUNDIAL VEGANO, panfletos informativos e bolos. Vendemos camisetas com estampas da causa animal e chaveirinhos da Organização Veganismo Brasil.

Foi uma alegria participar. Apesar da pouca cobertura da mídia e adesão fraca (em vista do ativismo online, poderiam ter ido muito mais pessoas), o evento serve para nós, ativistas, reforçar o espirito de união em prol dos animais.


Comemoração do Dia Mundial Vegano

O Dia Mundial Vegano é um evento anual celebrado por veganos em todo o mundo em 1º de Novembro. Foi criado em 1994 por Louise Wallis, então presidente da Vegan Society, para comemorar o 50º aniversário da sociedade, e em 2014 o 70º aniversário dos termos "vegan" e "veganismo" e o estabelecimento da The Vegan Society.

Veganos de todo o mundo se reunem para celebrar os benefícios do veganismo para a saúde humana, animais e meio ambiente. Estandes na rua sobre Veganismo, distribuição de refeições, piqueniques e plantando árvores no Dia Mundial Vegano, tudo serve para divulgar essa ideia.  



The Vegan Society

Em 1944, em Birmingham, Inglaterra, Donald Watson se juntou com sua companheira e mais 4 amigos para formar um grupo diferenciado de vegetarianos não lácteos. Estava nascendo o Veganismo.

O grupo The Vegan Society existe até hoje, com um trabalho bem atuante de divulgação do Veganismo. Devido a esse maravilhoso trabalho, a Inglaterra é o local com maior número de veganos em todo o mundo.


O que é Veganismo

"Veganismo é uma filosofia e estilo de vida que busca excluir, na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade contra animais na alimentação, vestuário e qualquer outra finalidade; e por extensão, que promova o desenvolvimento e uso de alternativas livres de origem animal para benefício de humanos, animais e meio ambiente. Na dieta, significa a prática de dispensar todos os produtos derivados em parte ou totalmente de animais."

Essa é a definição original. O termo não tem conceito amplo, e sim definição registrada.


Dúvidas na hora de consumir

Muitos veganos hoje em dia têm dúvidas sobre os produtos que consomem. Se a pessoa não está comprando carnes, ovos, leites, derivados e roupas de couro, ou seja, tudo que provém de um animal, a dúvida ficaria nos produtos industrializados, tudo que vem embalado com rótulo discriminatório.

A dica é simples: os ingredientes têm de ser 100% vegetais; na dúvida, quando encontrar nomes técnicos esquisitos, entre em contato com a empresa por telefone ou email. O produto também não pode ter sido testado em animal em nenhuma fase de sua fabricação, bem como seus componentes, diretamente pela empresa ou terceirizado. Sendo assim, está OK para consumo!

Mas e se a empresa patrocinar rodeio ou se o empresário não é vegano?

Você não pode controlar o mundo, tampouco saber se o produtor de arroz, feijão e alface também não trabalham com abate de animais. Já é trabalhoso o bastante ter certeza se 1 (um) produto é vegano.

O boicote do Veganismo é um ato consciente positivo que promove o desenvolvimento de alternativas livres de origem animal, conforme sua definição. Assim, um produto 100% vegetal e não testado em animais, porém de uma empresa com má fama por testar em animais, deve ser consumido pelos veganos, afinal é estimulando o consumo de um produto 'bom' que a empresa começa a mudar os hábitos.

Divagações de lado, vamos nos mover para salvar os animais! :)



Eu segurando a plaquinha DIA MUNDIAL VEGANO


Nosso stand em frente ao MASP distribuindo informação


Dia Mundial Vegano na Avenida Paulista, São Paulo

Ativistas felizes segurando as plaquinhas PAZ

Dia Mundial Vegano na Avenida Paulista, São Paulo

Dia Mundial Vegano na Avenida Paulista, São Paulo

Dia Mundial Vegano na Avenida Paulista, São Paulo

Ele sempre está lá com a bicicleta enfeitada pelos animais...

PAZ era o que todos queriam

Nossas plaquinhas PAZ e DIA MUNDIAL VEGANO

PAZ era o que todos queriam

Dia Mundial Vegano na Avenida Paulista, São Paulo

Nossa barraquinha de divulgação do Veganismo, eu e Steve

Com a amiga Rita Amorim do lado

Estudantes de Jornalismo - Universidade Anhembi Morumbi




Estudantes de Jornalismo

Veronique e suas colegas estudantes de Jornalismo da Universidade Anhembi Morumbi escolheram Veganismo como tema de conclusão de curso - TCC. Auxiliei esclarecendo e explicando sobre Veganismo.

Foto tirada na minha casa, onde recebi as estudantes para gravar o trabalho.


segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Almôndegas vegetais




Almôndegas de proteína de soja

Uma das preparações das minhas aulas de culinária é a proteína de soja. Outro dia fiz aqui em casa pra gente jantar com macarrão.

É muito simples preparar:

  • basta deixar a proteína de soja de molho em água morna por 1 minuto e espremer assim que estiver macia; (pra facilitar o processo, tem o coador de voal que vendo aqui)

Você pode utilizar 1 copo de proteína de soja desidratada, vai render bastante.

  • depois de espremida, coloque numa bacia e adicione temperos a gosto: alho espremido, cebola ralada, sal, pimenta-do-reino, orégano, salsinha picada;
  • misture bem e dê liga com qualquer farinha: trigo, rôsca, mandioca, amido de milho, flocos de aveia;
  • polvilhe sobre a superfície, não despeje muito, e tente modelar uma bolinha apertando na palma da mão. se ainda quebrar, polvilhe mais um pouquinho de farinha e mexa bem;
  • você pode assar, fritar, refogar em pouco óleo, utilizar air fryer, qualquer jeito serve para preparar suas almôndegas. 

Depois pode servir com arroz e feijão, com molho de tomates e macarrão, ou ainda preparar como salgadinhos numa festinha.

Bom apetite!


Almôndegas cruas

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Feira do Entendimento Global - Colégio Ensino e UNESCO

Livros e dvds do Instituto Nina Rosa; camisetas com estampas da causa animal


Feira do Entendimento Global - Colégio Ensino e UNESCO, 08/10/2016

Tivemos o prazer de sermos convidados pela Diretora Célia do Colégio Ensino, na Freguesia do Ó, São Paulo, para uma palestra e bate-papo com os alunos do Ensino Médio. Eles escolheram o tema sustentabilidade de veganismo. Maravilha!

Na semana seguinte, seria a vez da Feira do Entendimento Global, envolvendo todos os alunos da escola, também pais e professores. O Colégio Ensino tem parceria com a UNESCO.

Estivemos presentes com nosso stand de divulgação do Veganismo, com livros e dvds do Instituto Nina Rosa, camisetas com estampas da causa animal, e materiais promocionais da Organização Veganismo Brasil.

O Steve não podia ficar de fora com o delicioso hot-dog vegano, feito com linguiça especialmente preparada para o evento, acompanhado de maionese e purê de batatas, e também trufas e bolo recheado com doce de leite e morangos. Acabou tudo!


Colégio Ensino
Rua São Feliciano, 215 - Freguesia do Ó, São Paulo
Tel: (11) 3976-3103


Steve no comando dos quitutes: hot-dog com linguiça especial e salgados veganos

Hot-dog vegano e bolo de chocolate recheado com doce de leite de soja, tudo sem crueldade animal

Chaveirinhos e canetas promocionais da Organização Veganismo Brasil

Fachada do Colégio Ensino, que nos deu a oportunidade de divulgar o Veganismo aos jovens


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Sorvete caseiro fácil

Sorvete caseiro de côco e de chocolate, wafer e morangos frescos, tudo sem exploração animal


Sorvete caseiro sem leite ou lactose

Decidi utilizar novamente a receita de sorvete da minha amiga Vanessa Grenci. Super fácil e econômica, todos podem fazer em casa!


Receita de sorvete caseiro

  • 1 litro de leite de soja ou outro leite vegetal (tem receitas de leites aqui no blog)
  • 1 copo de açúcar
  • 2 colheres de liga neutra

Bata no liquidificador bem batidinho e leve ao freezer, de preferência numa travessa de vidro larga, para poder cortar com facilidade depois.

Quando estiver congelado, pique essa mistura em pedaços grandes grosseiramente com ajuda de uma faca. Vá furando com cuidado, aos poucos a mistura vai se descolando.

Leve numa batedeira (toda a mistura congelada ou dividir em 2 partes para fazer 2 sabores de sorvetes) juntando também:

  • 2 colheres de emulsificante
  • sabor de sua preferência: 1 litro de groselha, pó saborizante artificial, 1 litro de suco de laranja, 1 caixinha de creme de leite de soja, 1 lata de leite condensado vegetal, cacau em pó, 2 garrafinhas de leite de côco, sumo de limão... você que escolhe o sabor, junte aproximadamente 1 litro do que escolher e mais açúcar se precisar.

Depois de batido na velocidade máxima mais de 5 minutos até dobrar de volume, você pode ainda juntar com a ajuda de uma colher:

  • pedaços de frutas picadas (morangos, amoras), geleia de frutas, chocolate granulado, picado ou em gotas, côco ralado, ameixas secas picadas, etc.

Leve ao freezer, assim que congelar pode consumir, está pronto, conserve no freezer de preferência em pote de vidro tampado.

Aqui em casa rende uns 4 litros de sorvete, feito com apenas 1 litro de leite de castanhas. Fica ótimo!


Liga neutra e emulsificante

Liga neutra e emulsificante são compostos químicos sintéticos facilmente encontrados em lojas de artigos para festas ou casas de doces, normalmente são bem baratos e duram muito tempo. Após aberto, guarde fora da geladeira.

Na foto, coloquei wafer (biscoito recheado), é só checar no rótulo se não contém ingredientes de origem animal como leite ou margarina. Margarina vegetal também contém leite.

A mesma coisa com a calda de caramelo: leia o rótulo e se estiver livre de derivados animais, delicie-se!