sexta-feira, 23 de junho de 2017

Cassoulet vegano

Cassoulet acompanhado de pasteizinhos de palmito e mandioca frita


Cassoulet vegano - Tui Alimentos

Hoje tivemos uma deliciosa refeição em casa e não precisei cozinhar! Experimentei a ótima ideia da Tui Alimentos: refeição pronta, bastando apenas levar ao fogo. Não precisa temperar, preparar ou escolher alimentos: tudo vem pronto dentro do pacotinho.

O prato foi o cassoulet, feijoada "branca" típica da França. No mesmo esquema da feijoada brasileira, o prato é preparado com carne de porco e feijão, só que branco. Então só muda mesmo a cor do feijão.

Achei maravilhosa a ideia da Tui Alimentos de produzir alimentos assim, super práticos, e o melhor de tudo: veganos! Na minha experiência ministrando aulas de culinária desde 2009, notei que uma das principais dificuldades das pessoas era no tempero. Quando se junta à falta de tempo, comum nos dias de hoje, os alimentos prontos são a melhor solução! Nada de desperdício, basta colocar o conteúdo numa panela e seguir instruções de quantidade de água e tempo no fogo.

Além de tudo isso, a ótima notícia é que a Tui Alimentos agora tem o Certificado Vegano! Que orgulho!

Os produtos da Tui Alimentos podem ser encontrados em lojas de produtos naturais, nas lojas da Zona Cerealista em São Paulo, e também em lojas online, com entregas para todo Brasil.


Tui Alimentos - Natural Gourmet
Outros pratos:
  • Hambúrguer Vegetariano
  • Picadinho de Soja
  • Sopinha de Quínua
  • Feijoada
  • Lentilhada
  • Feijão Macrô
  • Cassoulet
  • Putchero
  • Caldinhos de milho e de arroz
  • Risotos de quinua, de abobrinha ou de berinjela
  • Arroz integral à Grega
  • Arroz int. Brócolis e Funghi

Cassoulet da Tui Alimentos

terça-feira, 20 de junho de 2017

Acarajé vegano





Acarajé vegano

Finalmente fiz acarajé, e foi muito mais fácil do que eu pensava. Único problema foram as horas tirando a pele de cada feijão.


Receita do acarajé
  • 1 copo de feijão fradinho deixado de molho na noite anterior
  • 1 cebola grande picadinha
  • temperos a gosto: sal, pimenta-do-reino, 1 dente de alho moído
  • azeite ou óleo de dendê para fritar

    Deixe o feijão de molho na noite anterior.

    No dia seguinte, você tem de retirar as casquinhas de cada feijão. É fácil mas toma muito tempo, só espremer no dedo indicador e polegar. Ainda não sei o que acontece se não tirar a casquinha; assim que souber, farei um novo post.

    É também necessário um bom processador de alimentos para triturar o feijão, que não vai precisar de cozimento. Triture bem com a cebola picada e sal até a massa ficar homogênea.

    Transfira a massa para uma bacia e mexa por uns 10 minutos ou mais até a massa ficar esponjosa e com aspecto leve. Eu gosto de mexer com colher de pau, levantando a massa de baixo para cima e misturando tudo de novo, como se fosse massa de bolo, bem delicadamente.

    Agora só fritar em azeite de dendê (a quantidade adequada de óleo ou azeite é metade do tamanho desejado de acarajé). A dica é adicionar a massa às colheradas quando o óleo não estiver muito quente, pois pode desmanchar. Pode colocando vários acarajés um do lado do outro. Vire do outro lado e frite até dourar bem dos 2 lados.

    Mais fácil impossível, né?

    Agora o recheio:


    Receita de vatapá
    • 2 pães de sal (francês) amanhecidos
    • leite de côco suficiente para molhar os pães
    • temperos: sal, pimenta-do-reino, alho moído
    • meia xícara de azeite de dendê
    • meia xícara de amendoins batidos no liquidificador

    Deixe os pães de molho no leite de côco até amolecer. Bata no liquidificador ou amasse com garfo.

    Leve para cozinhar rapidamente com azeite de dendê e temperos, por fim adicione os amendoins.

    Tem a receita do caruru (que é um creme com quiabo), mas para não complicar, preferi apenas escaldar o quiabo em água fervente.


    Receita do vinagrete
    • 2 tomates picadinhos
    • 1 cebola picadinha
    • temperos: sal, pimenta-do-reino, sumo de limão, orégano

    Misture tudo para comer com o acarajé: corte-o como se fosse hambúrguer e recheie com 1 colher generosa de vatapá, decore com alguns quiabinhos inteiros ou em rodelinhas e vinagrete.

    Se você gostar de pimenta malagueta, coma junto, vale a experiência!

    Pronto, muito fácil, não?

    Você pode fritar vários acarajés e congelar para depois, embale bem em filme plástico ou recipiente adequado antes de levar ao freezer. Para descongelar, deixe na geladeira na noite anterior e asse no forno alto por alguns minutos.

    E os camarões? Eu gosto de camarões, mas no mar, livres para viverem a vida. Jamais como cadáveres ressecados ou transformados em pó no meu acarajé.