Desencana


O morador de Sampa já leu a frase pichada nos muros: "Mais amor por favor." Ela é bonita no conteúdo e meio triste no tom de súplica. Apesar de criada em 2009, pelo jovem Ygor Marotta, cai como contraveneno na atualidade violenta da cidade.

Assassinatos a rodo, ciclistas atropelados, motoqueiros na UTI, deselegância entre motoristas, desrespeito às vagas de pessoas idosas e cadeirantes. Tudo isso e muito mais faz a gente se comover com o slogan não comercial "Mais amor por favor".

Lembro que no comecinho dos anos 1980 me encantei com outras frases de muro. "Te amei, hoje uso agenda." "O sim e o não, inimigos serão?" E uma para sempre inesquecível: "Desencana que a vida engana." Esta uso em constantes situações.

Repito-a como um mantra, quando percebo que o navio carregando um projeto legal afundou. Ou que um desejo potente não foi capaz de dobrar a realidade. Daí digo baixinho: Desencana, Fernanda, pois a vida engana.

Enganos que já devem ter ocorrido com você. Uma perda que parecia o fim de tudo e depois apontou um início. Uma frustração de tirar o brilho do olhar e, passado o tempo, se transformou em sapiência.

Aquela demissão do emprego que aniquilou seu ânimo e acabou possibilitando que você encontrasse um trabalho mais feliz. Ou o namorado ou namorada que lesionou seu coração, mas abriu espaço para que você conhecesse a pessoa que hoje te beija melhor.

Para que encanar quando o leite derrama? Para que encanar quando o caos bagunça a casa interior? O negócio é respirar fundo, pisar firme e embarcar no trabalho do se: se repensar, se reorganizar, se redesenhar, se amar, pois a vida engana.

Sabe por que ela engana? Porque ela é surpreendente e muito criativa. E, com toda independência, faz o que quer dos nossos dias. Quando a gente imagina que chegou no porto de destino, lá vem ela acenando com passaportes para novas partidas.

Então paro de escrever esta crônica. Vou sair para comprar um spray. Vou pichar no muro da minha casa, aqui na Vila Madalena, algo que penso com convicção mas nunca expressei: Desencana que a vida Encanta.

- por Fernanda Pompeu




Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas